InícioInício  Registrar-seRegistrar-se  Conectar-seConectar-se  

Compartilhe | 
 

 Pedra Filosofal

Ir em baixo 
AutorMensagem
Convidad
Convidado



MensagemAssunto: Pedra Filosofal    Sex Abr 13, 2012 10:02 am

Obter uma pedra filosofal (Lapis Philosophorum) era um dos principais objetivos dos alquimistas humanos em geral na Idade Média. Com ela, o(a) alquimista poderia transmutar qualquer "metal inferior" em ouro, como também transmutar seres do reino científico-biológico Animalia (reino animal) sem sacrificar algo que dê um valor considerável em troca. Com uma pedra filosofal, também seria possível obter o Elixir da Longa Vida, que permitiria prolongar a vida "indefinidamente".
As pedras filosofais não teriam formatos físicos definidos.
Busca por pedras filosofais são, em certo sentido, semelhantes à busca pelo Santo Graal das lendas arturianas. Em seu romance Parsifal, Wolfram von Eschenbach associa o Santo Graal não a um cálice, mas a uma pedra que teria sido enviada dos Céus por seres celestiais e teria poderes "inimagináveis".

Ao longo da história, criações de pedras filosofais foram atribuídas a várias personalidades, como Paracelsus e Fulcanelli, porém é "inegável" que a lenda mais famosa refere-se a Nicolas Flamel, um alquimista real que viveu no Século XIV. Segundo o mito, Flamel encontrou um antigo livro que continha textos intercalados com desenhos enigmáticos. Porém, mesmo após muito estudá-lo, Flamel não conseguiria entender do que se tratava. Segundo a lenda, ele teria encontrado um sábio judeu em uma estrada em Santiago na Espanha, que fez a tradução do livro, que tratava de cabala e Alquimia, possuindo a fórmula para uma pedra filosofal. Por meio deste livro, Nicholas Flamel teria conseguido fabricar uma pedra filosofal. Segundo a lenda, esta seria a razão da riqueza de Flamel, que inclusive fez várias obras de caridade, adornando-as com símbolos alquímicos. Ao falecer, a casa de Flamel teria sido saqueada por caçadores de tesouros ávidos por encontrar pedras filosofais. A lenda conta que, na realidade, ambos, Flamel e sua esposa, não faleceram, e que em suas tumbas foram encontradas apenas suas roupas no lugar de seus corpos.

Existem várias referências às pedra filosofais na cultura popular:

É um objeto importante na série de livros e filmes Harry Potter;
É citada no livro O Símbolo Perdido de Dan Brown;
É citada na série de anime e mangá Yu-Gi-Oh! GX;
É citada na capa do álbum Rust In Peace, da banda de thrash metal Megadeth;
É citada no livro Grimpow, O Eleito dos Templários, de Rafael Ábalos;
É citada na minissérie Deu A Louca No Tempo, da Rede Globo;
É citada no jogo eletrônico Castlevania: Lament of Innocence;
É citada na série de jogos eletrônicos Valkyrie Profile;
É citada como uma "carta mágica" no jogo eletrônico The Embodiment of Scarlet Devil, da série Touhou Project, usada por Patchouli Knowledge ("Signo dos Cinco Elementos - A Pedra Filosofal");
É citada na série de livros The 39 clues;
É citada no livro O Alquimista, de Paulo Coelho;
É citada no livro Cem Anos de Solidão de Gabriel García Márquez;
É citada no jogo eletrônico Tomb Raider: Chronicles;
É citada na introdução da quarta temporada da série Fringe;
É um dos principais elementos da série de anime, mangá e jogos eletrônicos 'Fullmetal Alchemist;
É um dos principais elementos do anime Fullmetal Alchemist: Brotherhood, que segue o mangá da série Fullmetal Alchemist;
É citada na série A Mulher Invisível;
entre outros...

fonte: Wiki

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
Pedra Filosofal
Voltar ao Topo 
Página 1 de 1
 Tópicos similares
-
» USUARIOS EXCLUIDOS

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
Recanto dos Curiosos :: Noticias e Curiosidades :: Curiosidades Pelo Mundo :: Sobrenatural-
Ir para: